Guerra Total e Mobilização

Gilberto de Souza Vianna

Resumo


O presente  artigo procura debater dois pontos: a Guerra Total e a Mobilização e portanto  é dividido em dois questionamentos, ambos sobre guerra, um nos permite navegar por um amplo horizonte teórico, político e conceitual sobre a guerra buscando  uma classificação  e  conceituação sobre a intensidade de diversas denominações de guerras, sendo elas, Guerra Total, Guerra Limitada e Guerra Popular.O segundo questionamento  é uma conseqüência do primeiro, pois para pensar como se realizou a utilização de escravos durante os conflitos armados modernos deve-se passar pela intensidade e freqüência do conflito.


Texto completo:

PDF

Referências


AUDOIN-ROUUZEAU, Stéphane. “French Public Opinion in 1870-71”, Washington, D.C., Pax Ed. 1997.

BANDEIRA, Moniz. O expansionismo brasileiro. O papel do Brasil na, bacia do Prata da colonização ao Império. Rio de Janeiro, Philobiblion, 1985.

CLAUSEWITZ, Carl von: Da Guerra, Martins, Rio de Janeiro, Martis fontes editor, 2005

CHICKERING, Roger “The American Civil War and the German Wars of Unification: Some parting shots”.

CHICKERING, Roger. FOSTER Stig e GREIBER Brend. A world at Total War: Global Conflict and the politics of Destruction, 1937-1945, Washington, D.C., Publications of the German Historical Institute. 2013.

CERQUEIRA, Dionísio. Reminiscências da campanha do Paraguai, 1865-1870. Rio de Janeiro, Biblioteca do Exército Editora, 1980.

DORATIOTO, Francisco F. Monteoliveira. Há 130 anos da Tríplice Aliança. Brasília, Revista Brasileira de Política Internacional, v. 37, n. 2, 1994.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.