Os Desafios da Liderança Feminina no Ambiente Corporativo

Kelsei de Abreu

Resumo


Este artigo procura resumir os desafios que as mulheres enfrentam na gestão e liderança em ambientes corporativos, o trabalho apresenta
através de uma revisão da literatura um resumo do papel da mulher na sociedade e no ambiente corporativo apresentando ao leitor as diferenças de tratamento no mercado de trabalho para as mulheres comparadas aos homens. Como o foco do trabalho são processos de liderança em um ambiente corporativo, os leitores vão encontrar uma síntese de "liderança" sujeito através de um breve resumo do desenvolvimento deste estudo por diferentes autores e através de apresentação de definições de liderança, apresentando os tipos e estilos de liderança que são praticados em posições de liderança e de gestão observadas no ambiente corporativo. Os leitores poderão encontrar também uma visão de alguns autores sobre as diferenças entre os estilos de liderança masculino e feminino. Ao final deste trabalho, os leitores podem verificar quais são os desafios enfrentados pelas mulheres em cargos de gerência e verificados por vários autores. E a análise que o autor faz deste tema tão interessante e que ainda precisa ser muito estudado.


Texto completo:

PDF

Referências


ABERJE. “Pesquisa sobre a Mulher na Comunicação Corporativa”. Disponível no endereço eletrônico: http://www.sinprorp.org.br/clipping/2005/PESQUISA_MULHER_ABERJE.pdf. Acessado em 31/05/2016.

APOLÔNIA, M. A. F. “A Dignidade e a Valorização da Mulher”. Publicado no Portal da Família em 03/08/2003. Disponível no endereço eletrônico: http://www.portaldafamilia.org/artigos/artigo151.shtml . Acessado em 21/05/2016.

BOTELHO, J. C.; KROM, V. “Os estilos de liderança nas organizações”. 2016. Disponívell no endereço eletrônico: http://www.inicepg.univap.br/cd/INIC_2010/anais/arquivos/0003_0494_01.pdf , Acessado em 01/06/2016

BOTELHO, L. L. R. SCHONS, C. VIEIRA, B. CUNHA, B.J.C.A. “Desafios Gerenciais das Mulheres Empreendedoras: como exercer a liderança em espaços de identidade masculina?” Disponível no endereço eletrônico: https://bibliotecadigital.icesi.edu.co/biblioteca_digital/bitstream/item/1904/1/27.pdf . Acessado em 30/04/2016.

CHIAVENATO, I. “Gerenciando Pessoas: O Passo Decisivo Para a Administração Participativa”. 3 ed. São Paulo: Makron Books, 1992.

GOMES, F.A.; SANTANA, P.G.W.; SILVA, M.J. “Mulheres Empreendedoras: Desafios e Competências”. Disponível no endereço eletrônico: http://www.cyta.com.ar/ta0406/v4n6a1.htm. Acessado em 30/04/2016.

HAY GROUP. “Liderança Feminina - Que tipo de clima as altas executivas geram em suas equipes?”. Disponível no endereço eletrônico: http://www.haygroup.com/Downloads/br/misc/pesquisa_lidem_haygroup.pdf. Acessado em 28/09/2010.

IBGE. “Síntese de indicadores sociais: Uma análise das condições de Vida”. 2009. Disponível no endereço eletrônico: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/condicaodevida/indicadoresminimos/sinteseindicsociais2009/indic_sociais2009.pdf. Acessado em 24/08/2010.

KOCHMANN, S. “O Lugar da Mulher no Judaísmo”. Publicado na Revista de Estudos da Religião em 2005. Disponível no endereço eletrônico: http://www4.pucsp.br/rever/rv2_2005/p_kochmann.pdf. Acessado em 21/04/2016.

LACOMBE, F. J. M. “Administração: princípios e tendências”. São Paulo: Saraiva, 2006.

MELO. K. S. et all. “Desenvolvimento de carreira: O papel das mulheres nas organizações”. Revista Cadernos de Administração. Disponível no endereço eletrônico: http://www.fsma.edu.br/cadernos/Artigos/Cadernos_3_artigo_8.pdf. Acessado em 28/09/2010.

NUNES, I. B. “O Trabalho Infantil na Revolução Industrial Inglesa: Uma Contribuição ao Trabalho Docente na Sétima Série”. Disponível no endereço eletrônico: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1397-8.pdf. Acessado em 21/05/2016.

REIS. G. G.; “Avaliação 360 Graus: Um instrumento de desenvolvimento gerencial.” São Paulo. Atlas. 2007.

ROBBINS, S. P. “Administração: mudanças e perspectivas”. São Paulo: Saraiva, 2001.

ROBBINS. S. P. “Comportamento Organizacional”. 11. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.

SEADE. “Mulher e Trabalho”. Disponível no endereço eletrônico: http://www.seade.gov.br/produtos/midia/2016/03/Mulher_Trabalho_n27_marco2016-31.pdf . Acessado em 31/05/2016.

SILVA, C. M. C.; PEIXOTO, R. R.; BATISTA, J. M. R.; “A influência da liderança na motivação da equipe”. Revista Eletrônica Novo Enfoque. Rio de Janeiro. v. 13, n. 13, p. 195-206, 2011. Disponível no endereço eletrônico: http://castelobranco.br/sistema/novoenfoque/files/13/artigos/17_RobertaeCaroline_ProfRuiz_VF.pdf , Acessado em 01/06/2016.

SOUZA. T. C. O. “A mulher e a sua importância para a construção de Sociedades Sustentáveis”. Publicado em 2006. Disponível no endereço eletrônico: http://www.cenedcursos.com.br/a-mulher-e-a-sua-importancia-para-a-construcao-de-sociedades-sustentaveis/pdf.html. Acessado em 21/09/2010.

TONANI, A. V.; GESTÃO FEMININA – “Um diferencial de liderança mito ou nova realidade”. VII Congresso Nacional de Excelência em Gestão. Rio de Janeiro. 2011. Disponível no endereço eletrônico: http://www.inovarse.org/filebrowser/download/8369 , Acessado em 01/06/2016.

UNIDADE DE ORIENTAÇÃO E INTEGRAÇÃO – Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. “Liderança e gestão de equipas – Documentação de apoio”. Disponível no endereço eletrônico: http://paginas.fe.up.pt/~contqf/producao/_SERAC/Old/UOI/documents/Docs_Workshops_Formacao/Manual%20de%20Lideranca%20e%20Gestao%20de%20Equipas.pdf. Acessado em 18/05/2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.